O PIX é uma novidade lançada pelo Banco Central para substituir o velho TED (transferência bancária) e oferecer diversas facilidades como transferências imediatas 24 horas por dia, todos os dias.

A maioria da população já aderiu e gostou do PIX, mas pode ser que algum cliente de sua loja virtual da DenisGomes Digital tenha dificuldade para fazer o pagamento através desse método. Nesse artigo vamos explicar uma situação que pode acontecer, e como você pode orientar o seu cliente em relação a isso.

Códigos estáticos x códigos dinâmicos

As transferências via PIX são feitas através de dois tipos de identificadores:

  • Códigos estáticos: Essa é uma identificação fixa, que nunca muda. Essa identificação corresponde às chaves do PIX, que podem ser criadas com o seu CPF ou CNPJ, seu telefone, seu e-mail ou ainda podem ser uma chave aleatória. Essa é a modalidade que a maioria das pessoas e empresas usa hoje: o seu cliente inicia a operação, informa a sua chave, escreve o valor desejado e transfere o dinheiro para você.
  • Códigos dinâmicos: Essa é uma identificação que varia a cada transação. Ela é equivalente aos códigos de barras usados nos boletos e por isso esse código já traz informações como valor e data de vencimento. Esse tipo de código também só pode ser usado uma vez, ou seja, não há como pagar o mesmo código duas vezes (e nem é necessário, afinal ele é diferente para cada transação).

Os códigos dinâmicos são uma novidade que já foi implementada por alguns intermediadores de pagamentos como o Paghiper e o MercadoPago. Portanto se você utiliza um desses intermediadores em sua loja virtual da DenisGomes Digital, ela já estará utilizando os códigos dinâmicos. E com isso o seu cliente pode comprar em sua loja, fazer o pagamento via PIX e ter o pagamento confirmado de forma automática sem a necessidade de enviar comprovantes. O status do pedido na sua loja será atualizado automaticamente assim que o valor for transferido pelo seu cliente.

(Se você ainda não utiliza os códigos dinâmicos, ou se a sua loja está usando as chaves estáticas do PIX e você quer implementar os códigos dinâmicos, entre em contato conosco para ativar essa funcionalidade em sua loja.)

Mas às vezes há problemas

Como trata-se de uma novidade, alguns clientes podem não estar familiarizados com esse processo de transferência, pois ele é diferente do processo normal onde se usa as chaves (estáticas) do PIX.

Ao finalizar a compra em sua loja o cliente visualizará o código dinâmico, válido para aquele pedido apenas. Esse código dinâmico será apresentado de duas formas: código QR e código PIX Copia e cola.

Veja este exemplo de finalização de pedido no MercadoPago:

Não tente escanear este código, ele é apenas para exemplo.

Se o seu cliente estiver fazendo a compra pelo computador, neste momento tudo o que ele tem a fazer é abrir o aplicativo do banco, procurar pela opção de pagamento via PIX e escanear o código QR conforme exibido acima. O processo é semelhante a pagar um boleto: os dados da transação serão identificados automaticamente, bem como o valor, e o cliente só precisa autorizar a transação. Não será necessário que o seu cliente envie comprovantes.

Observe que, assim como os boletos, os códigos dinâmicos também possuem validade. Se o seu cliente tentar pagar o mesmo código mais de uma vez, ou se ele tentar pagar após o vencimento, ele não conseguirá.

Se por outro lado o seu cliente estiver fazendo a compra pelo celular não será possível escanear o código QR por motivos óbvios 😁 E é por isso que o código PIX Copia e Cola é exibido logo abaixo.

Relembrando: este código não é uma chave do PIX.

Neste momento o seu cliente então precisa selecionar e copiar este código, abrir o aplicativo do banco, procurar pela opção de pagamento via PIX e procurar a opção denominada PIX Copia e Cola. Em seguida, ele deve colar o código copiado. Veja o exemplo desta opção no aplicativo do Banco Inter:

Cada banco apresentará esta opção de uma forma diferente ou em um lugar diferente, mas o nome será sempre o mesmo: Pix Copia e Cola. Se o seu cliente tentar fazer o pagamento através da opção de chaves de PIX (que a maioria das pessoas está acostumada a usar) a transferência irá falhar.

Portanto se o seu cliente não conseguir finalizar o pagamento em sua loja usando o código dinâmico do PIX, auxilie-o verificando qual opção ele utilizou e oriente-o da maneira correta.

Uma última observação

Até a data da elaboração deste artigo (13/05/2021), o Picpay parece ser o único aplicativo financeiro que não é capaz de fazer pagamentos via PIX usando códigos dinâmicos. Fizemos testes de pagamentos nos principais bancos, que recoheceram corretamente a transação, mas o aplicativo do Picpay apresenta o erro de ‘usuário não encontrado’.

Se o seu cliente está usando o Picpay para fazer o pagamento, oriente-o a utilizar outro aplicativo. Atualizaremos o artigo se houverem mudanças no aplicativo do Picpay.